Como conquistar o abdômen perfeito em três passos

Saúde

O fortalecimento dos músculos abdominais sempre foi um tema controverso. Mais do que gerar informação e soluções, acabou-se criando muita confusão e desinformação. Para conquistar um abdômen perfeito esteticamente, deve-se levar em conta três objetivos: ganhar definição, reduzir o diâmetro e conquistar esse abdômen sarado. É importante tê-los em consideração para saber como orientar treino e dieta, a fim de obter mais e melhores resultados. Neste corte transversal, é possível observar as diferentes camadas de músculos, que devem ser enrijecidas se o objetivo é conquistar uma barriga tanquinho.

Confira os três passos essenciais para conquistar seu abdômen perfeito:

Slide 1 de 11: 1 - GANHANDO DEFINIÇÃO: Os músculos abdominais se "escondem" debaixo da pele e da camada de gordura. Se você não tem um abdômen definido, provavelmente é porque tem excesso de massa gorda nessa região. O que acontece, na verdade, é que os chamados pneuzinhos (gordura) acabam por esconder o re­to do abdômen, dando a você a aparência de um ventre sem definição. Na maior parte das vezes, vale mais a pena investir na redução da massa gorda da cin­tura do que fazer sessões intermináveis de abdominais. Lembre-se: exer­citar o abdômen não vai fazer os pneuzinhos dessa região desaparecerem

Slide 2 de 11: Um treino e dieta bem orientados levarão aos resultados esperados. Mas, como acontece com toda a massa gorda disposta no corpo, demora algum tempo até que ela seja reduzida a níveis que darão a você o grau de definição que tanto almeja. E mais, os resultados são mais significativos no início, principalmente se a sua porcentagem de massa gorda é alta. Isso não depende só de treino, mas do gênero, idade, dieta e genética
Slide 3 de 11: COMO CHEGAR LÁ? Para queimar os pneuzinhos, deve-se investir nos exercícios aeróbios. Se você é sedentário e está acima do peso, comece com a caminhada a um ritmo rápido, ou com a bi­ci­cleta, natação ou ainda aparelhos elípticos. Não inicie pela corrida. Além de levar à fadiga rápida e fazer a frequência cardíaca subir demais, vo­cê pode sobrecarregar os joelhos, tornozelos e a zona lombar. Faça ses­sões de exercício aeróbio de baixo impac­to 4 dias por semana, ao menos uma hora

Lembrando que se você quer resultados ainda maiores, é essencial que mude a sua dieta.

Atenção: compensa mais modificar os hábitos alimentares do que suar ainda mais a camisa na academia. Em uma sessão de bike indoor chega-se a queimar 600 cal, a mesma energia contida em 100g de chocolate ou quatro cervejas. Por isso, a melhor pedida é riscar do cardápio alimentos pouco saudáveis e supercalóricos, em vez de tentar “queimá-los” com mais exercícios aeróbios. Não adianta fazer uma dieta restritiva. Para alcançar a sua meta e exterminar os pneuzinhos, basta ficar atento aos pilares básicos da alimentação saudável:

  • Fracione a sua alimentação. Coma entre 5 e 6 vezes por dia;
  • Comece o dia com um café da manhã energético, rico em carboidratos, e termine com um jantar leve, rico em proteínas;
  • Evite açúcares refinados, frituras e alimentos gordurosos;
  • Inclua fibras em seu prato. Coma frutas, verduras e cereais integrais;
  • Cuidado com as bebidas que contêm açúcar, como sucos e refrescos, bebidas alcoólicas e refrigerantes. O álcool tem muitas calorias.

Em um cardápio incorreto, o dia começa com a ingestão de poucos alimentos e se abusa de comidas ricas em gorduras e açúcares. Por outro lado, em um menu correto, a dieta foi fracionada, as bebidas com calorias vazias foram riscadas e o dia começa com uma refeição mais reforçada energeticamente e termina com uma pouco calórica, já que se vai descansar várias horas e corpo, nesse período, não precisa de muita energia. Mude a sua rotina aos poucos para que, ao menos seis dias por semana, coma corretamente. Deixe um dia livre para cometer algumas loucuras, desde que com moderação.