Barriga pequena com 6 meses de gestação é normal? E depois? Médicos respondem

Saúde

O mais comum e esperado por todos que cercam uma gestante é que, a partir do quarto mês, a barriga comece a crescer e os quilinhos extras apareçam. Algumas mulheres, no entanto, se deparam com uma situação diferente: baixo ganho de peso e barriga pequena na gravidez. As situações podem ser indicativas de algumas complicações, mas também podem ser causadas por fatores completamente normais.

Quanto uma mulher engorda na gravidez?

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA

De acordo com o ginecologista e obstetra Maurício Sobral, o ideal é que a mãe ganhe 1 kg por mês de gravidez, totalizando, em média, 9 kg no final. Este ganho, no entanto, não é progressivo e tende a ser menor nos primeiros quatro meses e maior e mais rápido nos últimos cinco. “Engordar na gravidez é um aspecto fisiológico, ou seja, inerente ao corpo da mulher e totalmente normal. Não é preciso que a mãe se preocupe com esses quilos extras, pelo contrário, é um sinal de saúde”, comenta o médico.

O que são os quilos?

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA

A explicação para o ganho de peso na gravidez, de acordo com o médico, tem relação com o ganho de gordura, aumento da retenção de líquido e, principalmente, com a gestação em si. Como explica Dr. Sobral, no final, é possível considerar que, do total, 3 kg mais ou menos é do bebê, 1/6 da placenta e 500 gr. do líquido amniótico.

Perder peso na gravidez é normal?

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA

Embora seja comum que as mulheres ganhem peso, alguma notam uma diminuição na balança nos primeiros meses. De acordo com a ginecologista Dra. Erika Guertas, da rede de consultórios Dr. Consulta, nos primeiros meses de gravidez pode até acontecer de a mulher emagrecer.

A explicação está relacionada principalmente a três fatores: perda de apetite decorrente dos enjoos, vômitos e mudança de hábitos alimentares. Além de sofrerem com desregulações estomacais, muitas mulheres, ao descobrirem a gravidez, mudam seus hábitos alimentares e passam a ingerir alimentos mais saudáveis, mudança que pode impactar no peso.

No entanto, é normal que isso aconteça até o quarto mês. Depois, o peso precisa aumentar. Na reta final, o baixo ganho de peso, especialmente abaixo de 3 kg, pode ser indicativo de alguma complicação envolvendo a formação dos órgãos do bebê ou emagrecimento severo da mãe, explica Dr. Sobral. “Baixo peso muitas vezes é um indício de que tem pouco líquido amniótico. Em alguns casos, o bebê pode ter algum problema de desenvolvimento dos órgãos e até cerebral. Ou, então, a mãe pode ter emagrecido e, ainda assim, ele ter se desenvolvido normalmente. É difícil, mas acontece”, comenta.

“O ganho de peso na gravidez deve ser controlado nas consultas de pré-natal. O obstetra avalia o peso e orienta sobre a variação”, explica Dra. Erika.

Barriga pequena na gravidez e normal?

© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA

Outra característica relacionada ao crescimento do bebê é o tamanho da barriga. Embora não tenha relação direta com o ganho de peso – uma mulher pode ter uma barriga pequena e ganhar peso normalmente e gerando um bebê cheio de saúde – ela pode gerar curiosidade.

A ex-BBB Aline Gotschalg, a modelo norte-americana Sarah Stage e recentemente e ex-BBB Letícia Santiago chamaram atenção por isso. As três, durante a gravidez, tiveram barrigas pequenininhas. Os bebês, no entanto, sempre estiveram saudáveis.

De acordo com os especialistas, esta característica se deve a uma série de fatores e, embora também possa indicar alguns problemas, geralmente tem relação com as particularidades e hábitos das mães. “Depende da alimentação, da prática de exercício físico, da genética”, explica Dr. Sobral.

Tipo, quantidade, intensidade e tempo das atividades físicas praticadas antes da gestação, rigidez muscular, alimentação e genética podem influenciar diretamente no tamanho da barriga de uma grávida.

“É o obstetra que, durante o pré-natal, deve avaliar o peso da mãe e passar as orientações necessárias. Enquanto isso, é importante comer comidas saudáveis e variadas, pois o bebê agradecerá no futuro. E se, de repente, surgir um desejo especial, aproveite e coma, mas sem exageros”, recomenda Dra. Erika.

Barriga de grávida

Ex-BBB engordou apenas 1,5 kg em sete meses: é normal?

Mulher continua com barriga de grávida 2 anos após o parto: médica explica

7 maneiras SAUDÁVEIS de não engordar mais que o necessário na gravidez