Lentes e óculos escuros: Saiba os cuidados necessários para saúde ocular

Quem precisa usar óculos sabe que as vezes não é nada fácil associar o uso do acessório com algumas atividades, entre elas o esporte, dirigir e mesmo sair para uma festa. A solução para muitos é o uso das lentes de contato, que hoje podem ser encontradas até de forma descartável. O problema é que muitas das pessoas tem dificuldades para se adaptar ao uso e aos cuidados que as lentes exigem. O oftalmologista Emílio Moura, do Hapvida, respondeu as dúvidas mais comuns sobre lentes de contato e uso de óculos escuros. Confira!

1 – Lentes de contato são opções diferenciais para quem não gosta de usar ou não pode usar óculos?

Sim. As lentes de contato são ótimas opções para corrigir a visão e substituir os óculos. As primeiras lentes surgiram em 1930, eram duras e desconfortáveis. Atualmente, com a evolução e descoberta de novos materiais na fabricação, elas se tornaram muito mais seguras e confortáveis.

2 – Sob que circunstâncias, é indicado para uma pessoa usar lentes de contato?

As lentes de contato atualmente podem ser utilizadas pra praticamente todos os tipos de correções refracionais (graus). Existem casos específicos, como no Ceratocone, onde uma distorção na curvatura da córnea não permite uma boa correção com óculos, mas com lentes específicas podemos ter um ótimo resultado. Existem as indicações estéticas, onde as lentes coloridas podem trazer novas cores aos olhos, ou mesmo as incolores, melhorando a auto estima e facilitando a prática de esportes e a melhora no campo de visão.

3 – Quais os principais cuidados que a pessoa deve ter ao usar lentes de contato?

O principal cuidado se refere a higiene pessoal. Não dormir com a lente é importante, assim como não lavar as lentes com água da torneira, por causa do risco de infecção, manuseá-las com as mãos sempre limpas e evitar locais muito poluídos. Existem produtos específicos pra limpeza e conservação das lentes.

4 – Como saber se as lentes estão prejudicando os olhos?

Todo paciente usuário de lentes de contato deve ter óculos de reserva, pois no instante em que perceber seus olhos vermelhos ou irritados, ele deve retirar as lentes e usar os óculos até melhorar da irritação ou até procurar um médico oftalmologista. As complicações mais sérias podem iniciar com uma pequena inflamação. Dor e visão embaçada também são sinais importantes.

5 – Quais os riscos de utilizar lentes por mais tempo que o recomendado?

Cada tipo de lente tem seu tempo correto de descarte. Existem lentes de troca anual, mensal, quinzenal ou até para descarte diário. É muito importante que o paciente respeite esse período de troca, lembrando que o estojo também deve ser trocado a cada seis meses pelo menos. O uso das lentes por períodos maiores que o recomendado pode trazer graves riscos de contaminação ou infecção.

6- Em relação ao uso de óculos escuros, que riscos e perigos o uso de óculos de sol falsificados e sem certificação?

Quando saímos de um ambiente fechado para outro mais claro, sob a luz do sol, por exemplo, nossos olhos contraem as pupilas. Esse mecanismo visa diminuir a entrada de luz e proteger a retina, na parte interna do olho, dos efeitos nocivos das radiações solares. Quando utilizamos óculos solares, nossos olhos são “enganados” por conta das lentes mais escuras, e as pupilas não fecham tanto quanto deveriam. Se esses óculos não tiverem a correta proteção ultravioleta, nossos olhos sofrerão mais essa exposição, que pode levar a problemas como retinopatias, catarata e pterígio.

7 – Quais os cuidados que as pessoas devem ter ao escolher seus óculos de sol?

O principal cuidado deve ser em relação a proteção ultravioleta. Existem hoje aparelhos que medem a passagem dessa radiação através dos óculos e, portanto, o paciente pode levar os óculos solares pro médico conferir o grau (caso possua) e o nível de proteção das lentes.

+ Informações