Justiça proíbe biomédicos de atuar em procedimentos dermatológicos

A Justiça anulou as resoluções do Conselho Federal de Biomedicina que conferiam aos biomédicos a possibilidade de executar procedimentos dermatológicos e cirúrgicos. Dessa forma, os profissionais formados em biologia ficam proibidos de atuar como médicos.

Movida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a ação foi impetrada na 3ª Vara Federal. A entidade médica considera que o Conselho Federal de Biomedicina ultrapassou os limites das atribuições e competências impostas por lei.

+ Informações