Bahia tem óbito por febre amarela com contaminação em Minas

O homem que morreu em decorrência de febre amarela, no município de Cândido Sales (595 km da capital, sudoeste baiano), não foi contaminado no estado.

De acordo com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), trata-se de um caso “importado”. O paciente, ainda não identificado, residia em Teófilo Otoni, interior de Minas Gerais, onde teria contraído a doença.

Por nota, a Sesab informou que “até o momento a Bahia não possui nenhum caso confirmado de febre amarela. O último boletim epidemiológico registra 16 casos notificados, sendo que nove encontram-se em investigação e sete foram descartados”.

Salvador permanece em alerta desde a última quarta-feira, quando a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) confirmou quatro casos de febre amarela em macacos. O secretário José Antônio Rodrigues Alves, que se reuniu com representantes do Ministério da Saúde, em Brasília, na quinta-feira, 30, após as confirmações, conseguiu pleitear o repasse de mais 300 mil doses da vacina.

Antes da reunião para discutir a situação epidemiológica de Salvador, e a importância do envio de vacinas para a cidade, o gestor já havia confirmado a liberação de 400 mil doses. As novas vacinas têm chegada prevista para os próximos dez dias, além de reposição semanal do estoque municipal pelo governo federal.

Postos

Ao todo, a SMS disponibilizou 26 postos de referência para o serviço de vacinação, em diferentes áreas da capital. Apesar da grande procura, o órgão não registrou incidentes durante a imunização.

Para ampliar o acesso da população, neste fim de semana unidades de saúde das regiões do subúrbio ferroviário, Barra-Rio Vermelho e Brotas – locais onde foram confirmados os três primeiros casos da doença em macacos – funcionarão das 8h às 17h [confira abaixo].

A diretora de vigilância à saúde do município, Geruza Morais, explicou que a SMS tem intensificado o trabalho para impedir a circulação do vírus em todas as regiões onde ocorreram mortes de macacos com diagnóstico positivo para febre amarela.

“Deflagramos a mobilização no final de semana para assegurar o acesso à imunização, pois muitas pessoas enfrentam dificuldades durante a semana, devido às atividades diárias. Mas reiteramos que esta é uma estratégia de prevenção, uma vez que não há registro da doença em humanos na cidade”, afirmou.

Vacinação / sábado, 1º

Multicentro Amaralina – Av. Visconde de Itaboray,  Amaralina

Unidade de Saúde da Família (USF) – Av. Centenário

Multicentro Carlos Gomes – Centro

USF Candeal Pequeno – Candeal

USF Santa Luzia –  Engenho Velho de Brotas

USF Manoel Vitorino – Av. D. João VI,  Brotas

Centro de Saúde – Cosme de Farias

USF Estrada da Cocisa – Paripe

USF Ilha Amarela – subúrbio

USF Sérgio Aroucha – Paripe

Colégio Militar do Exército – rua das Hortências – Pituba

Parque Social – Parque da Cidade – Itaigara

Assembleia de Deus – Vila Laura

Associação Comunitária – Vila Laura

Igreja Jesus de Nazaré – Vila Laura

Vacinação / domindo, 2

Multicentro Amaralina – Av. Visconde de Itaboray,  Amaralina

Unidade de Saúde da Família (USF) – Av. Centenário

Multicentro Carlos Gomes – Centro

USF Candeal Pequeno – Candea1

USF Santa Luzia – Engenho Velho de Brotas

USF Manoel Vitorino – Av. D. João VI,  Brotas

Centro de Saúde – Cosme de Farias

USF Estrada da Cocisa – Paripe USF

Ilha Amarela – subúrbio

Unidade de Saúde Sérgio Aroucha – rua Carioca, s/n – Paripe

Colégio Militar do Exército – rua das Hortências, Pituba

+ Informações

Deixe uma resposta