Aprenda o segredo para emagrecer que 90% de nós ignora

Se você já experimentou uma infinidade de regimes, pratica exercícios físicos, mas ainda assim não consegue emagrecer, saiba que pode estar ignorando um fator extremamente importante para a perda de peso e que, segundo uma pesquisa sobre dieta, a imensa maioria das pessoas também desconsidera: o fator emocional.

Por que não consigo perder peso?

dieta triste balanca 0217 400x800© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA dieta triste balanca 0217 400×800

O estudo realizado pela Orlando Health pediu para que 1 mil pessoas identificassem sua maior barreira em relação à perda de peso. Do total, 31% achava que a falta de exercício era a maior responsável, 26% culpava a própria dieta, 17% relatou dificuldade pelo alto custo de levar um estilo de vida saudável e 12% citou a falta de tempo para o compromisso como a principal razão pela qual o emagrecimento não ocorria.

Apenas 10% dos entrevistados, porém, relatou que fatores emocionais e psicológicos foram os grandes culpados pela falha na dieta. E segundo os especialistas, eles são justamente os fundamentos para a perda de peso eficiente e saudável.

Qual o segredo para emagrecer com saúde?

dieta barriga medida 0317 400x800© Fornecido por Batanga Media Difusão pela Internet LTDA dieta barriga medida 0317 400×800

A maioria das pessoas se concentra quase inteiramente nos aspectos físicos da perda de peso, como dieta e exercício físico, mas o componente emocional é o verdadeiro segredo para o emagrecimento, dizem os estudiosos.

O cérebro libera um neurotransmissor conhecido como dopamina durante os momentos felizes do dia a dia, como um encontro romântico, um passeio com amigos ou mesmo uma refeição particularmente agradável. Quando a comida começa a se tornar a recompensa, a mente então começa a associá-la com sentimentos de alegria. O resultado, então, é o aumento nos números da balança.

É a relação emocional com os alimentos que normalmente gera histórias de sucesso e nos faz adotar bons hábitos e realizar mudanças positivas no cardápio e no estilo de vida. Então, sugerem os pesquisadores, em vez de apenas pensar no que comemos é preciso também pensar sobre por que estamos comendo.

+ Informações

Deixe uma resposta